SIC.PA
                                                    Serviço de
                                                    Informação ao
                                                    Cidadão

                   

Contraste:

  • White/Black
  • Padrão

Current Style: Padrão

Zoom:

  • Increase
  • Decrease
  • Normal

Current Zoom: 100%

PROJETOS SOCIAIS

Versão para impressãoEnviar por e-mailVersão em PDF

Nascente - 210 internos;

O Projeto Nascente – Polo Agroindustrial, configura-se como uma ação articulada entre vários órgãos do Governo do Estado para fomentar ações com o fito de atender as necessidades humanas e agroindustriais do Sistema Penitenciário Paraense, intensificando culturas por meio das parcerias, fazendo com que a Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel se torne referência no cenário nacional, com vista à intensificação das ações e métodos de Reinserção Social aos internos custodiados pela SUSIPE, naquela Unidade Penitenciária; O objetivo do Projeto se coaduna, sobretudo, com as diretrizes do Núcleo de Reinserção Social – NRS, tais como o comprometimento de ações voltadas à responsabilidade social, com a necessidade de reintegrar o ser humano preso, através de atividades educativas e laborativas que visem à capacitação e qualificação de mão de obra, a fim de reinseri-los à sociedade e ao mercado de trabalho em melhores condições, como forma de redução da reincidência criminal. Mantém 210 internos trabalhando e sendo capacitados nos sub projetos de criação de animais, cultivo de hortaliças, frutas, jardinagem, compostagem, meliponicultura, e outros.

 

Conquistando a Liberdade - 961 internos participantes em 2013;

Desenvolvido em 17 municípios do Estado, objetiva reinserir socialmente o preso através do viés da educação, consciência ambiental e ciclo de palestras junto à comunidade escolar, além de serviços de reparos de escolas e logradouros públicos.  O evento é realizado de forma voluntária, uma vez por mês. Em dois anos, 2.172 internos participaram do projeto, beneficiando cerca de 25.000 alunos e 145 espaços públicos, principalmente escolas.

ACESSE A PÁGINA DO PROJETO

 

Puxirum - 50 internos;

Projeto de Reinserção social de presos pelo trabalho, desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Belém, através da SESAN - Secretaria Municipal de Saneamento. Emprega 50 internos  da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel, na limpeza urbana e revitalização de praças, canais e logradouros do município de Belém.

 

Florescer - 15 internos;

Projeto de Reinserção social de presos  através do trabalho, desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Santa Izabel, através da SEMA - Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Emprega 15 internos  da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel, na limpeza urbana e revitalização de praças, canais e logradouros do município de Santa Izabel. O interno tem como benefício a remição de sua pena, além de desenvolver noções de responsabilidade, companheirismo, vida em comunidade, respeito, compromisso, entre outros, buscando sempre a auto estima e o encorajamento ao retorno a vida social. A remuneração é estabelecida pela Lei de Execução Penal e se constitui em ¾ do salário mínimo vigente e recolhimento da contribuição previdenciária de 11% (INSS).

 

Papo di Rocha – 300 internos;

Projeto de Reinserção social cujo foco é a conscientização social comum, porquanto o preso atua como palestrante, dando testemunho pessoal através do contra exemplo: "não faça o que eu fiz". Acompanha os projetos ‘Escolar’ e‘ Conquistando a Liberdade’ tendo como objetivo, proporcionar aos presos o relato de suas experiências de vida até chegar ao cárcere, a realidade da prisão e suas consequências pessoais e familiares. Tem como o escopo principal, o alerta a comunidade, principalmente aos jovens e crianças, sobre os perigos do envolvimento com o mundo do crime, drogas e afins. Em 2013, cerca de 300 internos participaram do projeto como palestrantes.

 

F1 - 13 internas;

Projeto de qualificação profissional em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Pará, que emprega 13 (treze) Internos do Centro de Reeducação Feminino (CRF) , Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (CPASI) e egressos, na digitalização e controle de processos judiciais.

 

Sementes - 50 internos;

Projeto desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal de Belém, através da SEURB - Secretaria Municipal de Urbanismo. Emprega 30 internos  do Centro de Progressão Penitenciária de Belém e 20 internas do Centro de Reeducação Feminina, que atuam na limpeza urbana e revitalização de praças e logradouros públicos do município de Belém.

 

Olimpo - 40 internos;

O projeto atua na capacitação profissional e qualificação para o trabalho, desenvolvido em parceria com a empresa Tramontina, no Distrito Industrial de Icoaraci, e que emprega a mão de obra de 40 (quarenta) internos do Centro de Progressão Penitenciária de Belém (CPPB), na atividade de auxiliar de serviços gerais e gradeamento de madeira.

 

Alvorecer - 10 internos;

Projeto desenvolvido em parceria com a A empresa Mario Bigatão e Prefeitura Municipal de Barcarena. Emprega 10 (dez) internos do Centro de Recuperação Regional de Abaetetuba (CRRA), que atuam na limpeza urbana e revitalização de praças e logradouros públicos do município de Barcarena.

 

Transformando Vidas - 6 internos;

Projeto de qualificação profissional que emprega 06 (seis) internos da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel, desenvolvido em parceria com a Organização Social Pará 2000, que administra o Mangal das Garças, cujo objeto consiste em produção e conservação do viveiro de plantas para o abastecimento de vegetais e larvas do criatório de borboletas, localizado na exposição permanente naquele logradouro público.

 

João de Barro - 30 internos;

O projeto atua na capacitação profissional, qualificação para o trabalho e geração de emprego e renda, desenvolvido em parceria com a empresa ConArtConstruções Ltda, na cidade de Marabá, e que emprega a mão de obra carcerária de 30 (trinta) internos da Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes na construção de novas unidades penitenciárias em Marabá.

 

Projeto Ipê - 25 internos

Projeto desenvolvido em parceria com a empresa Vimex Vitória Exportação de Madeiras Ltda. Emprega 25 (Vinte e Cinco) internos  do Centro de Progressão Penitenciário de Belém (CPPB), Centro de Reeducação Feminino (CRF) e monitorados, que atuam na atividade laborativa de gradeamento de madeira, auxiliar de marceneiro e serviços gerais.

 

Cantina Livre - 16 internos

Projeto desenvolvido em parceria com a empresa BC Comercio de Alimentos Ltda. Emprega 16 (dezesseis)  internos  de 12 (doze) casas penais, que atuam na logística de produtos e serviços gerais nas cantinas.

 

Lavoro - 10 internos

Projeto desenvolvido em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFPA – Campus de Castanhal. Emprega10 (dez) internos  da Colônia Agrícola Penal de Santa Isabel (CPASI), que atuam no desenvolvimento dos setores de: Suinocultura, Ovinocultura/ Caprinocultura, Bovinocultura, Avicultura, Olericultura, Fruticultura, Jardinagem e Culturas sazonais no Campus de Castanhal do IFPA.

 

Esperançar - 09 Internos

Projeto desenvolvido em parceria com empresa PROAM Produtos e Serviços da Amazônia Ltda. Emprega 09 (nove) internos dos Centros de Recuperação de Mocajuba, Tomé-açu e Tucucruí, que atuam como auxiliar de cozinha.

 

Projeto Primavera - 15 Internos

Projeto desenvolvido em parceria com a empresa Construtora Terra Santa Ltda. Emprega 15(quinze) internos  do Centro de Recuperação Regional de Redenção (CRRR), que realizam serviços de pedreiro, servente de obras e apontador.

Projeto Vianda  24 internos;

Projeto desenvolvido em parceria com a COMRIO - Comissária Aérea Rio de Janeiro Ltda. Emprega 24 (vinte e quatro) internos dos Centros de Recuperação Regional de Marabá e Redenção, que trabalham no fornecimento e manipulação de alimentos. Sendo remunerados com um ¾ do salário mínimo vigente e recolhimento da contribuição previdenciária de 11% (INSS), remuneração estabelecida pela Lei de Execução Penal .

Projeto Arte de Recomeçar  01 interno

Projeto desenvolvido em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil – SEÇÃO PARÁ, beneficia 01(um) interno do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I, que trabalham na atividade laborativa de serviços gerais na sala de atendimento dos advogados, no CRPP I. Sendo remunerado com ¾ do salário mínimo vigente, e a constituição de seu pecúlio com a retenção em poupança de 1/3 de seu salário mensal e da contribuição previdenciária de 11% do salário mínimo vigente garantindo seu direito estabelecido pela Lei de Execução Penal.

Projeto LibertAção  30 internos

Projeto desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal de Marabá, com interveniência da Vara de Execução Local, beneficia 30 (trinta) internos do regime semiaberto, custodiados no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRAMA) em atividades laborativas diversas de serviços gerais. Além da remuneração de ¾ do salário mínimo vigente, e a constituição de seu pecúlio com a retenção em poupança de 1/3 de seu salário mensal, há o beneficio a contribuição previdenciária de 11% do salário mínimo vigente, garantindo seu direito estabelecido pela Lei de Execução Penal.

Projeto desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), com interveniência da Prefeitura Municipal de Belém, beneficia 40 (quarenta) internos dos regimes domiciliar e semiaberto, custodiados no Sistema Penitenciário do Estado do Pará, sendo 15 internas (CRF) e 25 internos (CRC), na atividade laborativa de limpeza e manutenção do Jardim Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves e da Divisão de Produção de Mudas da Granja Modelo.

Além da remuneração de ¾ do salário mínimo vigente, e a constituição de seu pecúlio com a retenção em poupança de 1/3 de seu salário mensal, há o beneficio a contribuição previdenciária de 11% do salário mínimo vigente, Auxilio alimentação de R$ 165,00 e o auxilio transporte, garantindo seu direito estabelecido pela Lei de Execução Penal.

 

 

 

SUPERINTENDÊNCIA DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ
Rua dos Tamoios, 1592  -  Batista Campos  -  CEP 66033-172 - Belém/ PA
FONE: (91) 3239 4210