Concurso da Susipe transcorre dentro da normalidade no primeiro domingo de provas

Versão para impressãoEnviar por e-mailVersão em PDF
No próximo domingo (18), as provas serão para agente prisional. Mais de 11 mil candidatos concorrem as 500 vagas oferecidas. O certame será realizado no período da manhã em Belém, Altamira, Santarém, Castanhal, Marabá e Itaituba. As provas iniciam 8h.

Um total de 27.938 candidatos se inscreveram para participar do concurso promovido pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Foram ofertadas 969 vagas e as provas iniciaram neste domingo (11), mas somente 22.875 compareceram. O balanço foi divulgado pela AOCP Concursos Públicos, organizadora do certame. No próximo domingo (18), a expectativa é a de que 11.939 candidatos façam prova para o cargo de agente prisional.

A titular da Secretária de Estado de Administração (Sead), Alice Viana fez uma avaliação do concurso no final da tarde deste domingo. “A primeira etapa do concurso da Susipe foi um marco importante do sistema de gestão penitenciária, com a ampliação do efetivo de servidores para nível médio e superior. O concurso transcorreu dentro da normalidade e faz parte das medidas de combate a criminalidade, além de dotar o sistema de segurança das condições necessárias para o desenvolvimento do seu trabalho. Esperamos que no próximo domingo (18) quando será realizado o primeiro grande concurso para seleção de agentes prisionais, tudo ocorra dentro da normalidade também”, pontuou.

A avaliação do superintendente da Susipe, coronel Rosinaldo Conceição sobre o concurso também foi positiva.

“Tivemos um primeiro dia de provas dentro da normalidade. Nenhuma alteração foi registrada nas 46 unidades prisionais do Estado. Tivemos toda uma reorganização das equipes de trabalho com plantões extraordinários, justamente para estarmos preparados para qualquer tipo de ocorrência. Com isso, também disponibilizamos diretores e assessores para atuarem em conjunto com a Sead. É um primeiro dia de concurso com um balanço positivo para a Susipe. Esperamos que o mesmo ocorra na próxima semana, sem qualquer alteração dentro do previsto”, disse. Em Belém, 5.640 candidatos dos 7.314 inscritos compareceram aos locais de prova. Taiana dos Santos da Silva, 30, moradora do bairro Guamá, em Belém, foi à prova acompanhada do filho Bryan, de apenas três meses e do marido Augusto Barbosa. Ela concorre a uma das vagas de técnico em engenharia de segurança do trabalho e estava confiante no bom resultado. “Ainda amamento. Vou subir pra fazer a prova e meu marido vai ficar com nosso filho em uma sala especial. Quando houver necessidade vou até eles e, em seguida, volto para sala. Acredito que esse esforço é válido, pois o concurso é uma garantia para o nosso futuro”, ponderou.

Ao final da prova, ela também se mostrou confiante. "Mesmo não tendo estudado bastante, achei bom o nível do concurso. E espero ter tido sorte e um bom resultado. Se não der nesse, que eu me prepare melhor para o próximo”, disse. Ela também opinou sobre o tema da redação. “Gostei muito, os textos de apoio nos orientaram bem. Fiz primeiro o texto e depois parti para as questões", explicou. Já a candidata Nutieli foi uma das 142 pessoas que compareceram ao local de prova, em Altamira, no período da tarde. Eram esperados 188 candidatos, ou seja, 46 faltaram, um pouco mais de 24% do total.

No período da tarde, os 1.294 inscritos, em Marabá, ficaram distribuídos em três escolas estaduais. O exame foi para 17 cargos, entre eles, Assistente de Informática, Técnico em Enfermagem, Medicina e Engenharia Civil.

Desempregada, Maria da Conceição Dias fez prova para ocupar uma vaga em Serviço Social, e mesmo sem ter estudado, demonstrou estar confiante. “Não foi muito boa a minha preparação, mas estou aqui pela fé e na esperança, como só estou cuidando de casa, esse concurso veio em boa hora, esse é o meu momento", avaliou.

Infelizmente, Luana Pereira não pôde dizer o mesmo. Ela esqueceu os documentos, pediu para um familiar trazer, mas a carteira de identidade chegou cinco minutos depois do fechamento dos portões. Apesar da tristeza, a técnica de enfermagem ficou conformada. “Não sei nem explicar como fui esquecer os documentos, esse era meu primeiro concurso, já trabalho na área no hospital regional, se não tinha que ser, tudo bem”, lamentou.

Dados

Em Itaituba 136 candidatos deveriam fazer a provas, 96 compareceram. Em Santarém dos 543 inscritos, 394 fizeram as provas. Em Itaituba, 136 pessoas eram esperadas e 96 realizaram o certame. Em Castanhal também foi grande o número de faltosos. Apenas 783 participaram do certame do total de 1.009 inscritos.  

Ocorrências

Apenas um candidato foi eliminado do concurso durante o período da tarde. O fato ocorreu no município de Castanhal, por conta do celular dele ter tocado durante a prova. No total, cinco candidatos foram eliminados no primeiro domingo de prova pelo mesmo motivo. Outro candidato passou mal e precisou ser encaminhado para a emergência para receber atendimento.

No próximo domingo (18), as provas serão para agente prisional. Mais de 11 mil candidatos concorrem as 500 vagas oferecidas. O certame será realizado no período da manhã em Belém, Altamira, Santarém, Castanhal, Marabá e Itaituba. As provas iniciam 8h da manhã com abertura dos portões às 7h.

Fases 

Essa é a primeira fase do concurso da Susipe composto ainda de prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório. Os candidatos aprovados passarão ainda por avaliação psicológica, de caráter eliminatório; exame médico, de caráter eliminatório; prova de aptidão física, de caráter eliminatório; investigação social para verificação de antecedentes pessoais, de caráter eliminatório e avaliação de títulos, de caráter classificatório, para os cargos de nível superior, sendo, porém, facultada a sua exigência.

A segunda fase será a etapa referente ao curso de formação profissional, no Instituto de Ensino e Segurança do Pará (Iesp), com carga horária mínima prevista de 400 horas, de caráter eliminatório e classificatório. Será considerado aprovado no concurso público, após a primeira fase, o candidato que atender aos requisitos de carga horária, frequência e nota mínima exigidos no Curso de Formação Profissional.

Por Luciana Benicio (Sead) | Foto: Akira Onuma (Ascom/ Susipe).