Cooperativa de detentas produz peças exclusivas para o Círio 2018

Versão para impressãoEnviar por e-mailVersão em PDF
Devido ao grande volume de encomendas, os pedidos para o Círio 20118, já foram encerrados. Quem quiser conhecer o trabalho da Coostafe pode acessar a loja virtual da cooperativa no Instagram: @coostafe. As vendas online são para todo o Brasil, com frete.

A Cooperativa Social de Trabalho Arte Feminina Empreendedora (Coostafe), formada exclusivamente por detentas, intensificou a linha de produção com o tema do Círio para a festividade 2018. O material produzido pelas internas dentro do Centro de Recuperação Feminino (CRF) de Ananindeua, está sendo vendido no quiosque de um hipermercado, no bairro da Cidade Nova, na Grande Belém. Toda a renda é dividida entre as próprias cooperadas.

No quiosque é possível encontrar canetas decoradas com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, toalhas e bolsas bordadas com a temática do Círio, blusas customizadas, além de guirlandas, feitas com trançados de fibras e tecidos. As internas também produziram peças de artesenato com miriti, cerâmica, biojoias, colagem e outros objetos decorativos. Os preços variam de R$ 15 a R$ 50 reais.

A cooperativa surgiu quando a direção do Centro de Recuperação Feminino (CRF) percebeu que havia uma grande mão de obra feminina ociosa. Com base nas habilidades de cada uma, as próprias detentas ministraram cursos e ensinaram às outras o que sabiam fazer. O sucesso da iniciativa deu origem à formação da Coostafe, a primeira cooperativa formada por mulheres presas no Brasil.

No Pará, a cooperativa de presas já capacitou cerca de 300 mulheres custodiadas no sistema penitenciário do Estado. A Coostafe foi criada em fevereiro de 2014, por portaria interministerial do governo federal. O projeto garante acesso ao trabalho e à geração de emprego e renda para as detentas na economia solidária. As mulheres envolvidas no projeto trabalham diariamente na produção de artesanatos, como pelúcias, crochês, vassouras ecológicas, sandálias e bijuterias, entre outros produtos, que são comercializados em shoppings, feiras e praças públicas de Belém e Ananindeua. Nenhuma das detentas que passou pela cooperativa voltou a reincidir no crime.

Devido ao grande volume de encomendas, os pedidos para o Círio 20118, já foram encerrados. Quem quiser conhecer o trabalho da Coostafe pode acessar a loja virtual da cooperativa no Instagram: @coostafe. As vendas online são para todo o Brasil, com frete.

Por Assessoria de Comunicação Social

Em conformidade com a legislação eleitoral (Lei 9.504/ 1997, Lei 13.303/ 2016, Resoluções TSE - Eleições 2018), comunicamos que a Susipe suspendeu temporariamente as atualizações de reportagens e matérias institucionais neste site, e irá publicar apenas releases e notas. O atendimento a imprensa continua sendo feito normalmente pelos telefones (91) 3239-4230 e 98896-5319/ 98895-7702 e pelo e-mail: acssusipe@gmail.com