SIC.PA
                                                    Serviço de
                                                    Informação ao
                                                    Cidadão

                   

Contraste:

  • White/Black
  • Padrão

Current Style: Padrão

Zoom:

  • Increase
  • Decrease
  • Normal

Current Zoom: 100%

Governo investe na modernização da frota e equipamentos de segurança da Susipe

Versão para impressãoEnviar por e-mailVersão em PDF
O investimento nos novos veículos foi de mais de R$ 1,4 milhão de reais. Os novos veículos dispõem de centrais de ar em todos os ambientes da viatura, comandos automáticos, sistema interno de comunicação e iluminação inteligente.

A frota de viaturas da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) ganhou neste mês mais oito novas viaturas do tipo Master Furgão, para fazer o transporte de detentos. Os veículos foram adquiridos por meio de parceria entre a Susipe e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O investimento nos novos veículos foi de mais de R$ 1,4 milhão de reais. “As viaturas, modelo furgão cela, vão melhorar a transferência de presos entre presídios, transporte para audiências e outros procedimentos”, informou Arilda Ferreira da Silva, coordenadora de transporte (CTRANS) da Susipe.  

O diferencial das novas viaturas são os intercomunicadores, que possuem comando próximo ao motorista, para comunicação entre cela e compartimento de agentes, compostos por 04 autofalantes e 4 microfones. “Agora os autofalantes e microfones estão distribuídos para a escolta e também para os motoristas. O comando do ar condicionado também mudou e agora passou a ser para escolta e cela, antes a central de refrigeração de ar era somente para a escolta. Na cela, os veículos tinham apenas exaustor de ventilação. Além da central de ar refrigerado na cela do veículo agora há também cinto de segurança para os detentos e iluminação em LED”, explicou Arilda Ferreira.  

As viaturas também vêm com chave de contato com dispositivo elétrico, acionando as 02 portas dianteiras, 01 porta lateral e 01 porta traseira, proporcionando maior agilidade no abrir e fechar do veiculo. Com isso é possível fazer também o manuseio dos vidros das portas dianteiras elétricas.

Os novos veículos foram distribuídos para unidades prisionais da Região Metropolitana de Belém e também para o interior do Estado. No total, uma viatura ficou em Belém para atender presos de custódia; outra foi enviada para o município de Marabá; duas para o pólo de transporte de Santa Izabel; duas para o pólo de Marituba e duas para Ananindeua.

Atualmente, a Susipe conta com uma frota de 45 viaturas cela locadas e 18 viaturas celas próprias. “Anteriormente, a Susipe adotava a logística apenas de frota própria e poucos carros alugados que ficavam no interior. Porém, os gastos com manutenção da frota própria geravam um custo estimado em R$ 1,4 milhão por ano. Além das despesas elevadas, quando um carro quebrava e precisava passar por manutenção, a frota ficava desfalcada. Com a frota alugada esse problema terminou, pois se um carro quebra, ele vai para manutenção e imediatamente é reposto outro no lugar. Além dos gastos com a manutenção dos veículos que já está incluso no contrato de locação”, ponderou Márcia Gaspar, da Diretoria de Logística e Infraestrutura (DLPI) da Susipe.

O Pará é uma das 27 unidades federativas do Brasil, sendo a segunda maior destas em território, com uma extensão de 1.248.042,515 km², um pouco maior que a Angola, por exemplo, e por conta da questão das grandes dimensões geográficas é que a opção de locação de veículos foi escolhida, por ser muito mais econômica para um órgão como a Susipe, que diariamente atua no deslocamento de detentos de Belém para o interior do Estado ou vice versa, em transferênciasd de presos, audiências de Justiça ou procedimentos de saúde.

“Há uma grande necessidade dos nossos carros percorrerem diariamente longas distâncias. Há presos do interior que vem cumprir pena em Belém e vice versa, mas quando há audiências, estes precisam ir para a comarca de origem e isso faz com que o volume transporte diário seja muito grande. Por isso a relação custo benefício de um carro locado é muito mais vantajosa para o Estado, principalmente por não termos a preocupação de ficar com a frota desfalcada por uma revisão ou acidentes com os veículos, por exemplo. O nosso tempo resposta para eventualidades no transporte de presos foi otimizado com a terceirização", pontuou Márcia.

Além dos carros doados pelo DEPEN, a Susipe já concluiu processo de licitação de compra de 10 carros celas. “Os carros encontram-se em processo de caracterização para viatura cela e serão entregues daqui há 2 meses. Também encontra-se processo licitatório final a aquisição de 6 caminhões celas, estes com 4 celas individuais e independentes em sua carroceria, bem como em sua parte dianteira, espaço reservado para escolta policial e agentes penitenciários”, informou ainda a diretora da DLPI.

Todas essas aquisições foram realizadas com recursos do Fundo Penitenciário Nacional, repassados à Susipe, decorrente da medida provisória número 755/2016. O investimento foi de R$ 1.449.000,00 nos 6 caminhões celas e R$ 1.783.870,00 nos outros 10 carros. Um investimento do Governo de mais de R$ 3 milhões de reais para modernização da frota do sistema penitenciário paraense.

Segurança – Outro investimento da Susipe foi com relação a aquisação de equipamentos de segurança. As casas penais receberam aparelhos de inspeção eletrônica, que irão reforçar a segurança dentro das unidades. Os equipamentos foram doados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).  As doações ocorrem para unidades prisionais de todo o país e tem como objetivo aumentar o nível de segurança nas prisões brasileiras, evitando o ingresso de itens proibidos nas unidades prisionais, como armas, drogas e telefones celulares. No total, foram 11 aparelhos de scanner de Raio –X; 33 pórticos detectores de metal; 116 detectores de metais manuais (chamados de raquete) e 43 banquetas detectores de metais. 

Os novos equipamentos de inspeção eletrônica trazem as mais novas tecnologias e utilizam os mais recentes softwares lançados, além de serem feitos de materiais mais resistentes e sensíveis. “Os aparelhos são de extrema importância para ter controle do que entra e saí do presídio, reforçando a segurança. É mais um grande avanço para o sistema prisional do Estado. Com este investimento as unidades penitenciárias do Pará encontram-se mais habilitadas para as revistas de pessoas e objetos que adentram os presídios. Estes procedimentos são imprescindíveis à manutenção da segurança e para aumentar o rigor nas revistas”, avaliou Márcia Gaspar.

Por Giullianne Dias | Foto: Cristino Martins (Agência Pará)
Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará

SUPERINTENDÊNCIA DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ
Rua dos Tamoios, 1592  -  Batista Campos  -  CEP 66033-172 - Belém/ PA
FONE: (91) 3239 4210